Sonho de uma Noite de Verão, W. Shakespeare                  

William Shakespeare  nasceu na Inglaterra na cidade de Stratfford on Avon em 1564. Apesar de ter freqüentado apenas os cursos elementares, era um leitor assíduo dos escritores da literatura clássica antiga, como Homero Plutarco e Sêneca. Era também um profundo leitor da Bíblia Sagrada. Já casado mudou-se para Londres com sua esposa Ana Hathaway com quem teve três filhos. Foi ator na companhia teatral do Conde de Leicester. Escritor de um grande número de farsas, comédias dramas e históricos e pastorais e tragédias. Tornou-se famoso e muito admirado e chegou a ser chamado à corte para representar seus feitos para a rainha Elizabeth I.

O livro conta a história de Teseu que era naquela época um grande guerreiro e herói que toda a população o venerava e todos o assediavam. Homem apaixonado por sua alma gêmea, não a deixou escapar pelos vãos dos dedos. Depois de uma porção de aventuras, veio o calor forjado por suas entranhas de um justo e festivo casamento da qual, mandou convidar toda a rica e jovem sociedade. Das terras longínquas e mares distantes, depois de freqüentar vários perigos, e vencer a morte, despertar paixões e se envolver em tantas outras quando finalmente decidiu casar-se. Sua noiva era a mais bela e valente Hipólita, rainha das Amazonas - famoso grupo de mulheres guerreiras e cavaleiras que inspiravam respeito até ao mais experimentado combatentes. A festa de seu ato matrimonial foi de grande conhecimento pela escolha do dia marcado, noite de lua nova.

Filóstrato, mestre–de-cerimônia do palácio, sofria as recomendações do seu senhor Teseu. Teseu recomendava para seu mestre-de-cerimônia que todos os jovens da alta sociedade de Atenas se divertissem no seu casamento e não queria ver ninguém deixando de festejar. Assim, Filóstrato fez cumprir a ordem e ficou na observância de, para que tudo ficasse dentro do original da festa do seu venerado senhor. A música alegrou todo ambiente, o teatro resgatou o conceito da festa, mágicas aconteceram e as pessoas ali presentes ficaram transbordando de tanta alegria.

Teseu era um homem respeitado em Atenas por fazer cumprir as leis tradicionais dos antepassados. Era também muito amado pelos atenienses mais pobres pelos seus bravos feitos - ele havia vencido batalhas e libertado o povo do domínio de outros povos. Os seus súditos não foram convidados para festa de seu casamento, mas mesmo assim queriam contribuir de alguma maneira para com a festa.

Dentro da minha apreciação, digo que é um bom livro para se ler - a literatura chama atenção e prende o leitor. Claro que esse tipo de romance poucas pessoas viveriam neste mundo perturbador e de conflitos. A leitura não centraliza uma situação, mas tem harmonia entre o amor um ao outro. Por: Sidnei Marques de Almeida

Shakespeare,William. Sonho de uma Noite de Verão. Adaptado por Ana Maria Machado.
SP: Scipione, 1997. 95 páginas.